A PSICANÁLISE

 

 

"A psicanálise é uma relação de confiança e intimidade para um trabalho de libertação e construção; na sequência do qual, o indivíduo se desembaraça dos medos e prisões que o empecilham e retoma o desenvolvimento do seu projecto pessoal. Pela aliança de propósitos e vontades, como nos sugere a escultura de Rodin, renasce a esperança – rumo ao futuro...” (A.C.Matos)

 

"Estou admirado de que eu mesmo não tenha me lembrado de quão grande auxilio o método psicanalítico pode fornecer a cura de almas..." S. Freud

 

"O conceito de cura dentro do processo psicanalítico veio se modificando e se ampliando de tal modo que hoje não é mais uma terapia indicada para personalidades patológicas ou desajustadas, mas capaz de beneficiar a todos os tipos de pessoas, especialmente as que trabalham em atividades assistenciais, psicológicas e sociais." O. H. Tavares

 

"A depressão, como qualquer outra manifestação neurótica, diminui a sensação de energia e virilidade." S. Freud

 

A Psicanálise foi criada pelo médico neurologista Sigmund Freud (1856/1939).Seu propósito é descobrir, no inconsciente dos seres humanos, suas necessidades, complexos, traumas e tudo que perturbe o equilíbrio emocional como por exemplo: stress, ansiedade, agressividade, timidez, impulsividade, depressão, insegurança, baixa auto-estima, sentimento de culpa, complexos, traumas, fobias, obsessões, transtornos, neuroses, luto, problemas de aprendizagem, recalques, perturbações sexuais e somáticas de origem psíquicas e tudo mais que perturbe o psiquismo, promovendo assim o auto-conhecimento.  

 

Na psicanálise, a fala é o fio condutor de um processo de autoconhecimento. Por meio de diálogos, o psicanalista procura a cura para as enfermidades físicas e mentais do paciente. Através de sessões de análise, o psicanalista conduz o paciente a uma viagem sobre sua própria existência, de forma a fazer com que este aceite suas limitações e potencialidades e consiga, ele próprio, condições de administrar sua vida, consciente de suas singularidades. Seu método de tratamento consiste em: livre associação de idéias, interpretação de sonhos e análise de atos falhos.

 

O psicanalista trabalha considerando a presença e ação do Inconsciente. O atendimento não se dá sobre aquilo que o paciente já sabe, mas sim sobre uma face inconsciente que se esconde na impossibilidade de resolver seus problemas na análise de um discurso livre.

O analista pode ajudar a resgatar, construir valores e a refletir sobre os problemas fazendo com que própria pessoa encontre soluções criativas sem no entanto "aconselhar", pois cada um pode e deve descobrir o que pode ser bom ou ruim pra si mesmo. É uma terapia mais profunda e visa uma transformação global da personalidade do paciente. Se adapta bem a indivíduos curiosos sobre si mesmos, mas não se adapta bem a pacientes que querem respostas imediatas, nem cura instantânea. Psicanalistas puros são raros hoje em dia, pois analistas mais experientes embora conservem sua base, transitam com a tradição de Freud e a dos seus sucessores.

Aspectos como religião, fatores culturais e sociais são respeitados individualmente.

Acompanhe as redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon