top of page
  • Foto do escritorSilvana Lance Anaya

COMUNICAÇÃO E ASSERTIVIDADE

Atualizado: 14 de ago. de 2023


Muitas vezes, o problema não está apenas no conteúdo das palavras que proferimos, mas na maneira como as comunicamos. A forma como falamos, o tom de voz que usamos e o momento em que escolhemos falar podem ter um impacto significativo na maneira como nossas palavras são recebidas e interpretadas pelos outros.


A comunicação eficaz envolve não apenas transmitir informações, mas também considerar o contexto, a emoção e as necessidades do destinatário da mensagem. O tom de voz, por exemplo, pode transmitir uma série de emoções e intenções, mesmo que as palavras em si sejam neutras. Se falamos de maneira agressiva ou degradante, é provável que a pessoa se sinta ofendida ou defensiva. Por outro lado, se adotamos um tom amigável e respeitoso, as chances de uma comunicação saudável e produtiva aumentam.

Além disso, o momento em que escolhemos falar também é crucial. Há momentos em que as pessoas podem estar mais suscetíveis a receber informações, enquanto em outros momentos podem estar ocupadas, distraídas ou emocionalmente abaladas. É importante considerar a situação e a disposição da pessoa com quem estamos nos comunicando, a fim de encontrar o momento certo para abordar determinados assuntos.


Cada um tem seu próprio jeito de se comunicar e as informações captadas são impactadas pelas vivências subjetivas. Muitas vezes não somos claros e dificultamos o entendimento do outro, outras vezes não escutamos o que o outro tem a dizer. Na falta de clareza cada um tende a interpretar no seu entendimento e nem sempre é a forma que o outro espera, dando margem a conflitos que esbarra nas dificuldades emocionais de cada um e ainda acaba sendo um momento onde outras insatisfações vem à tona, gerando mal-estar por coisas pequenas. Se fazer compreender e se esforçar em compreender o outro pode evitar muitos conflitos desnecessários.


A comunicação assertiva é uma habilidade importante que envolve expressar pensamentos, sentimentos e necessidades de maneira clara, direta e respeitosa, ao mesmo tempo em que leva em consideração os direitos e as opiniões dos outros. É uma abordagem equilibrada, onde é possível se expressar adequadamente sem ser agressivo ou passivo. Ela promove relacionamentos saudáveis, evita mal-entendidos e ajuda a resolver conflitos de maneira construtiva. Praticar e aprimorar essa habilidade pode melhorar significativamente a interação com os outros em diversas situações, tanto pessoalmente quanto profissionalmente.

Se não expressarmos nossos desejos, objetivos ou ideias, outras pessoas podem não estar cientes deles e não poderão nos ajudar ou apoiar. Isso pode limitar nosso crescimento pessoal e profissional.


A psicoterapia pode ajudar na exploração dos medos, inseguranças e experiências passadas que possam estar afetando a comunicação, aumentando assim a autoconsciência e compreensão dos padrões de comunicação, auxiliando na resolução de conflitos, desenvolvimento da comunicação assertiva favorecendo o bem-estar emocional e relacionamentos interpessoais, promovendo um ambiente de comunicação saudável. Lembrando sempre que a psicoterapia é um processo individual e cada pessoa terá necessidades específicas.


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


psicanalise-tocha base.png
bottom of page