A adolescência é caracterizada por mudanças biológicas, psicológicas e sociais, onde ocorre uma grande fase de transição e mudança no ser humano. Quase tudo se renova e se transforma (corpos, gestos, pensamentos, emoções, desejos, direitos e responsabilidades).

A infância dá lugar a uma nova identidade, marcada por novas experiências e experimentações, questionamentos, sonhos, ousadias, vitórias internas e externas, que podem determinar a nova maneira de se apresentar e de estar no mundo onde  o adolescente tem que  aprender a lidar com um corpo e uma personalidade em permanente e rápida mudança existindo aí  inúmeras situações de tensão e conflito psíquico.  

 

Nesta fase ocorre o estabelecimento de novos relacionamentos fora do ambiente familiar, marcada pela expressão da individualidade (amigos, namoros, alianças ou grupos que possibilitem compartilhar a forma de ver o mundo, normalmente distinta da forma que os pais o veem), também se consolidam as crenças sobre si, capacidade ou impotência, alta ou baixa auto-estima. É um período de experimentações em que se constroem identificações e também se agregam características à personalidade que adquirirá caráter mais estável e duradouro.

Uma boa parte dos  adolescentes são encaminhados para terapia pela escola, com queixa de inadaptação ou rebeldia.

 

Excessiva exposição ao risco, impulsividade, experimentações,  comportamentos transgressores, comportamentos aparentemente patológicos e abuso de drogas são situações que fazem os pais pensar sobre como lidar com elas sem interferir no bom desenvolvimento do adolescente. Cabe à família a modulação das atitudes do adolescente que têm um limite entre o saudável e o patológico. Nesse período, a orientação profissional ajudará no desenvolvimento psicológico e social do adolescente onde costumam ser abordados  temas como: relacionamentos, conflitos, autoconhecimento, medos, inseguranças, conflitos entre gerações, escolhas profissionais, ansiedade, sexualidade, timidez, agressividade.

 

Como as estruturas de personalidade ainda não estão completamente sedimentadas a psicoterapia facilita o processo de revisão em que se encontra o adolescente favorecendo a criação de novas alternativas.

A relação estabelecida com o psicoterapeuta  é embasada na autenticidade, no respeito e no sigilo. Não se busca enquadrar o adolescente em um padrão pré-existente, mas acolher suas características e trabalhar suas dificuldades e potencialidades. A proposta é oferecer um espaço neutro onde eles possam se sentir livre para falar de suas angústias, anseios, desejos, medos, idéias e dúvidas, buscando informações sobre questões que normalmente surgem nessa fase.

 

O atendimento  irá gerar grandes repercussões na definição do futuro ( nesta época são tomadas as decisões básicas da vida: escolha da profissão, escolha do parceiro, viagens,etc) facilitando o processo de desenvolvimento e utilização do potencial,  propociando amadurecimento e desenvolvimento pessoal, afinal, decisões acertadas nesta fase irão influenciar uma vida inteira! Agende um horário!

 * Descontos no pacote mensal para adolescentes (12 a 21 anos)

TERAPIA PARA ADOLESCENTES

 

" É TRISTE OBSERVAR QUE POR MUITAS PESSOAS CARREGAM CONFLITOS POR ANOS A FIO, MAS PELO MEDO DE QUE 

ALGUÉM AS JULGUEM LOUCAS, NEURÓTICAS OU  DESCONTROLADAS, DEIXAM DE PROCURAR AJUDA." 

 (Silvana Lance Anaya)

 

 

NINGUÉM FAZ TERAPIA PORQUE É LOUCO, MAS SIM PORQUE NINGUÉM É DE FERRO.

 

Atendimento particular com hora marcada

 

individual, casal, família, adolescente (a partir de 12 anos), idosos.

Acompanhe as redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon